Esta edição traz um balanço da gestão de quatro anos do presidente Técio Lins e Silva, que no dia 9 de maio último conduziu a solenidade de posse da nova Diretoria (biênio 2018/2020), encabeçada por Rita Cortez – segunda mulher a ocupar o cargo nos 175 anos de existência do IAB. Para Técio, “a eleição da Diretoria em chapa única demonstrou o espírito nobre de priorizar a continuidade”. Rita assumiu o cargo defendendo ações conjuntas com a OAB, “para combater o movimento orquestrado de criminalização da advocacia”.

“A Ordem dos Advogados do Brasil e o Instituto dos Advogados Brasileiros têm que agir, de maneira conjunta, para proteger o amplo direito de defesa, assegurado pela Constituição Federal, e as prerrogativas da advocacia, que estão sendo constrangidos por ações de combate à corrupção.” A afirmação foi feita pela presidente nacional do IAB, Rita Cortez, nesta terça-feira (22/5), em Brasília, na sessão ordinária do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB), no qual o Instituto tem assento e voz.