Sábado, 20 Fevereiro 2021 00:21

Rita Cortez fala em ‘construção de um país solidário’ no Dia Mundial da Justiça Social 

“Clamar por justiça social é pugnar por igualdade de direitos civis, sociais e políticos; acreditar na construção de um país solidário, fazer prevalecerem os interesses coletivos sobre os individuais e, por fim, demonstrar que não existe desenvolvimento econômico sem progresso social.” A afirmação foi feita pela presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, neste sábado (20/2), data da celebração do Dia Mundial da Justiça Social. Para a advogada trabalhista, “justiça social é o que precisamos neste momento marcado por irresponsabilidades do poder público, descumprimento dos primados constitucionais e retirada de direitos”. 
O presidente do Conselho Federal da Ordem dos Advogados do Brasil (CFOAB), Felipe Santa Cruz, também se manifestou: “Em um ano em que a pandemia deixa cicatrizes profundas na sociedade, com aprofundamento da desigualdade e da pobreza, a data tem ainda mais relevância”. De acordo com o advogado, “é hora de reafirmar os valores de solidariedade e a obrigação do poder público de garantir saúde, educação e trabalho digno para todos". 

O representante titular do IAB em Santa Catarina, Sergio Francisco Carlos Graziano Sobrinho, comentou a importância da efeméride: “A data comemorativa existe justamente para identificar a absoluta necessidade da conscientização de se terem ideais que possam balizar políticas e lutas para a construção de uma sociedade mais igual”. Na opinião do advogado, “lutar por justiça social é buscar, intransigentemente, a igualdade entre os povos, o respeito às diversidades culturais, ideológicas e políticas, e promover o desenvolvimento social”. 

Clique aqui e acesse o calendário de datas comemorativas do IAB.