Segunda, 10 Fevereiro 2020 17:20

Adriana Brasil Guimarães defende proximidade entre a advocacia e a magistratura

A 3ª vice-presidente do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Adriana Brasil Guimarães, representou a entidade na posse do juiz Felipe Gonçalves  no cargo de presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj) para o biênio 2020-2021. A cerimonia foi realizada no Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ), na última sexta-feira (7/2), e reuniu representantes da advocacia, do Ministério Público e dos poderes Judiciário e Executivo, entre os quais o governador do Rio, Wilson Witzel, e os ministros do Superior Tribunal de Justiça (STJ) Marco Aurélio Bellizze e Antonio Saldanha. "A proximidade entre a magistratura e a advocacia, indispensável à justiça, conforme a Constituição Federal, é fundamental para a realização do objetivo comum de proteger os direitos fundamentais dos cidadãos", afirmou Adriana Brasil Guimarães.  
Em seu discurso, o novo presidente da Amaerj afirmou: "Não interessa ao Brasil e à sociedade a fragmentação interna do Poder Judiciário. Resistir é preciso às intenções, que sempre fracassarão, de aplicar torniquetes à ação dos magistrados brasileiros". Também compuseram a mesa de honra o presidente do TJRJ, desembargador Claudio de Mello Tavares;  o defensor público-geral do RJ, Rodrigo Baptista Pacheco; o presidente da OAB-RJ, Luciano Bandeira; o sub-procurador-geral de Justiça do Estado do Rio de Janeiro, Ricardo Ribeiro Martins; a presidente da Associação dos Magistrados Brasileiros (AMB), Renata Gil, e o ex-presidente interino da Amaerj , Ricardo Alberto Pereira.