Sábado, 11 Maio 2019 00:23

Rita Cortez representa a advocacia na posse da nova diretoria do Instituto dos Magistrados do Brasil

A presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, representou a advocacia ao integrar a mesa de honra na solenidade de posse da nova diretoria do Instituto dos Magistrados do Brasil (IMB), realizada na quinta-feira (9/5), no Salão de Sessões do Órgão Especial do Tribunal de Justiça do Estado do Rio de Janeiro (TJRJ). A entidade será presidida no triênio 2019/2022 pelo desembargador Fabio Dutra. “Foi uma honra atender ao convite feito pelo IMB para representar a advocacia na posse da sua nova diretoria”, afirmou Rita Cortez. Segundo a advogada, “o IAB e o IMB são instituições coirmãs, e o desembargador Roberto Guimarães, que se despede da presidência, sempre foi um grande parceiro do nosso Instituto e incentivador das nossas atividades”.
A presidente nacional do IAB disse ainda: “Estou certa que o seu sucessor, o desembargador Fábio Dutra, dará continuidade a projetos comuns, principalmente através da celebração de um Termo de Cooperação Técnica entre as duas instituições”. De acordo com Rita Cortez, “o propósito do IAB é desenvolver educação e cultura jurídica, mas com serventia e utilidade para a sociedade brasileira”. Despedindo-se da presidência, após dois mandatos consecutivos, Roberto Guimarães disse que o IMB, em quatro décadas de existência, superando as crises políticas, sociais e financeiras do País, “nunca esmoreceu”.

Em seu discurso de posse, o novo presidente disse que “a história do IMB é conhecida em todo o País pelo êxito de suas iniciativas em prol da cultura jurídica e do congraçamento de seus associados, magistrados de todos os estados da Federação”. Fábio Dutra anunciou a criação de 19 Grupos de Estudo, com a intenção de “manter e estreitar relações com outras instituições culturais, educacionais e, até mesmo, empresariais ou religiosas”.

O presidente do TJRJ, desembargador Claudio de Mello Tavares, que também integrou a mesa de honra, destacou a importância de a magistratura manter-se unida e julgando com celeridade, para o fortalecimento da classe. Claudio de Mello Tavares informou que se associou ao IMB, logo após ingressar na magistratura, e pediu ao novo presidente que se una às associações e entidades representativas da magistratura. “Tenho certeza de que Vossa Excelência, com sua experiência de vida, com seu notório saber jurídico e, acima de tudo, com sua visão humanista, saberá conduzir os trabalhos e fazer uma gestão que fique para a história do IMB”, concluiu o presidente do TJRJ.

Também compuseram a mesa de honra, o deputado estadual Rodrigo Amorim (PSL), representando a presidência da Assembleia Legislativa do Estado do Rio de Janeiro (Alerj); o defensor público-geral do Estado do RJ, Rodrigo Baptista Pacheco; o desembargador Jorge de Oliveira Vargas, representando a presidência do Tribunal de Justiça do Estado do Paraná (TJPR); o ex-presidente do TJRJ desembargador José Carlos Schmidt Murta Ribeiro, e a presidente da Associação dos Magistrados do Estado do Rio de Janeiro (Amaerj), juíza Renata Gil de Alcântara Videira.