Segunda, 03 Junho 2019 20:14

Rita Cortez conduz solenidade de criação da Academia Brasileira de Direito e toma posse como acadêmica

Rita Cortez e Roberto Victor Ribeiro Rita Cortez e Roberto Victor Ribeiro
A presidente nacional do Instituto dos Advogados Brasileiros (IAB), Rita Cortez, conduziu a solenidade de instalação e posse da Academia Brasileira de Direito, realizada na noite de sexta-feira (31/5), em Fortaleza (CE). Rita também tomou posse como acadêmica, na cadeira de número 24, que tem como patrono Roberto Lyra Filho. A ABD será presidida pelo advogado e professor universitário cearense Roberto Victor Ribeiro, no biênio 2019-2020.
Rita Cortez lembrou que o IAB é “a instituição jurídica mais antiga das Américas”, com 176 anos de existência, e que a Ordem dos Advogados do Brasil foi “gerada” no IAB. “A nossa produção científica e acadêmica procura atender a uma agenda de interesses da sociedade. Temos que tentar dar efetividade ao que nós produzimos”, acrescentou Rita, ressaltando que esse também é um desafio para a Academia Brasileira de Direito.

“Será uma academia desencastelada. Vamos buscar andar de mãos dadas com a sociedade”, afirmou o presidente da ABD, em seu discurso de posse. Fundada em 18 de outubro de 2018, a Academia Brasileira de Direito nasceu de um movimento de juristas de oito estados, com o objetivo principal de promover o conhecimento aprofundado do Direito em todas as suas especialidades, além de promover e incentivar diversas atividades jurídicas.
 
A ABD tem 40 cadeiras, das quais 27 são destinadas a representantes dos estados da federação. Os patronos das cadeiras são juristas nacionalmente conhecidos de cada estado representado. A Diretoria eleita foi composta da seguinte forma: presidente, Roberto Victor Pereira Ribeiro (CE); 1º vice-presidente, André Augusto Malcher Meira (PA); 2º vice-presidente, Carmela Grune (RS); secretário-geral, Fábio Arthur da Rocha Capilé (MT), e secretário-geral adjunto, Rodrigo de Lima Vaz Sampaio (SP).

Também foram empossados como acadêmicos, entre outros, os ministros do STJ Marcelo Navarro Ribeiro Dantas e Humberto Martins, este último corregedor nacional de Justiça, e o advogado e escritor Joaquim Falcão, membro da Academia Brasileira de Letras.

Entre os presentes estavam os presidentes dos institutos de advogados do Pará, Clovis Malcher, também empossado na academia; do Mato Grosso, Fábio Capilé, membro da Diretoria da ABD; do Piauí, Álvaro da Mota Rocha, e do Ceará, João Lemos, que entregou o brasão da academia ao presidente. 

Na mesma solenidade, a presidente Rita Cortez conferiu à Academia Brasileira de Direito a Medalha Montezuma, destinada àqueles que tenham prestado relevantes serviços ao IAB, bem como aos que sejam portadores de títulos e trabalhos jurídicos de alto nível.